Wednesday, August 26, 2015

Chargista registra boletim na polícia por ameaça após críticas a Sartori

Augusto Bier diz que recebeu telefonema anônimo em sua casa.
Ele registrou ocorrência na polícia; Sindicato dos Jornalistas acompanha.

Do G1 RS
Augusto Bier (Foto: SindiBancários/Divulgação)Augusto Bier é chargista e jornalsita do SindiBancários de Porto Alegre (Foto: SindiBancários/Divulgação)
O jornalista e chargista do Sindicato dos Bancários de Porto Alegre Augusto Bier diz que foi ameaçado por publicar charges com críticas ao governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori. Segundo o chargista, a tentativa de intimidação ocorreu por meio de um telefonema anônimo para a sua casa na noite de segunda-feira (3).
“Isso foi por volta das 20h. Alguém ligou para o meu telefone residencial e disse: ‘Tu para com essas charges, com essas gracinhas ofendendo o governador Sartori, senão eu vou quebrar os teus braços”, conta Bier.
Charges de Bier criticam o governador Sartori (Foto: Arquivo Pessoal)Charges de Bier criticam o governador
Sartori (Foto: Arquivo Pessoal)






Nesta quinta-feira (6), o chargista registrou boletim de ocorrência na 1º Delegacia de Polícia, na capital, sobre a ameaça. O SindiBancários diz que também tomou providências após o episódio e que Bier está sendo acompanhado por um segurança.
Bier acredita que a ameaça ocorreu em função das charges que ele publica diariamente no site do SindiBancários com críticas a medidas adotadas pelo governador Sartori, como o parcelamento de salários dos servidores públicos.
“Entendo a ameaça como um procedimento de intimidação, geralmente não são efetivadas. Sofri ameaças a minha carreira inteira e muito dificilmente tenho medo, mas o perfil desse tipo de gente que está ameaçando é diferente. Então estou mais cuidadoso e resolvi divulgar o caso”, afirmou.
O Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Sul publicou nota em seu site sobre o episódio. “Nós, do Sindicato dos Jornalistas, estamos acompanhando desde que soubemos e já estamos tomando providências para cobrar da Polícia Civil a elucidação do caso. Tanto nós, jornalistas e comunicadores, como a sociedade, merecemos saber quem fez essas covardes ameaças a um colega com muitos anos de trabalho”, declarou o presidente Milton Simas.

No comments: