Monday, May 18, 2015

A onda verde da Turma da Mônica

Maurício de Sousa com o gibi especial para a Rio+20 (Foto: Paulo Araújo/MMA)
Maurício de Sousa com o gibi especial para a Rio+20 (Foto: Paulo Araújo/MMA)
Mônica, Cebolinha, Magali, Cascão e outros personagens do cartunista Maurício de Sousa ensinam crianças e adolescentes a entender temas como reciclagem de lixo, aquecimento global e consumo consciente na revista em quadrinhos Turma da Mônica – Cuidando do Mundo. A edição, feita especialmente para a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), foi lançada com sessão de autógrafos nesta sexta-feira (22/06), no Terraço do Forte de Copacabana, no Rio de Janeiro, como parte das atividades da Exposição Humanidade 2012.
Na aventura, os personagens falam sobre erosão nos rios, lixo descartado de forma incorreta, queimadas, além de poluição, enchentes, aquecimento global e consumo consciente. Mônica e companhia também explicam o que é a Rio+20 e como a conferência influenciará a busca global pela sustentabilidade nos próximos anos. Por fim, os personagens mostram a diferença entre lixo úmido e seco, com foco na questão social, já que a reciclagem é um ponto de inclusão social, que gera renda às famílias carentes que vendem o material coletado para empresas de reciclagem.
BRINCANDO COM O TEMA
“Quando tratamos de temas tão importantes e atuais como meio ambiente e sustentabilidade, vejo que a melhor forma de levar esses assuntos ao leitor é brincando um pouco com o tema, de maneira leve e criativa, ao mesmo tempo explicando pontos relevantes com conteúdo”, explica Maurício de Sousa. Para o cartunista, crianças e adolescentes adultos são o público-alvo da revista. “Ensinar brincando é mais fácil para gravar, soa melhor e fica na mente das pessoas, promovendo um ensino de forma lúdica”, afirmou.
Ao ser questionado sobre o papel da Rio+20 para o desenvolvimento sustentável do planeta, o artista diz que o propósito da cúpula dos chefes de Estado e governo, no seu ponto de vista, vai além das decisões à curto, médio e longo prazos. “Acho que o grande resultado que teremos do evento são os inúmeros debates com a participação em peso da sociedade e dos líderes governamentais”.
Desde a década de 1960 Maurício de Sousa cria as revistas e gibis voltados para o público infantil, mas que também fazem sucesso entre adultos. Para o artista, a visão das crianças de hoje sobre o meio ambiente é mais “pura e verdadeira” do que a de muitos adultos. Conforme ele destaca, as crianças não têm preconceitos, não têm ligação com interesses alheios, são seres livres, alegres, espetos e esperançosos quanto ao futuro do planeta. “Por isso acredito que daqui 20 anos as próximas discussões ambientais terão outra cara, cada vez mais conscientes e preocupadas com o futuro da humanidade”, disse o cartunista que ressaltou, ainda, que as crinaças de hoje são os cidadãos sustentáveis dos próximos anos.
PROPOSTA INOVADORA
Maurício de Sousa também adianta parte do projeto que ele está desenvolvendo em parceria com pesquisadores japoneses e que trata da criação da Usina de Lixo do Cascão. A ideia é implantar, nas principais cidades brasileiras, usinas de tratamento de lixo, contribuindo, dessa forma, para o fim dos lixões no Brasil. “Já temos unidades dessas usinas em fase experimental no Japão”.
A preocupação social também foi defendida pelo cartunista no projeto. Conforme ele explica, a ideia é fortalecer a cadeia dos catadores de lixo e não deixá-los sem trabalho com o fim dos lixões. “As milhares de pessoas que hoje vivem da reciclagem poderão vender o material para a usina, que irá tratar esse material da forma mais limpa possível”, explicou. Como resultado, finaliza, será produzido por essas usinas adubo e energia, sem poluir o meio ambiente e contribuindo com a sustentabilidade social e ambiental do planeta.
Fonte: Ascom MMA (Sophia Gebrim)

No comments: