Friday, November 29, 2013


Paulo Monteiro Ilustração e banda desenhada

Paulo Monteiro nasceu em Vila Nova de Gaia, Porto, no norte de Portugal, em 1967.
Licenciou-se em Letras, na Universidade de Lisboa, em 1991.


Teve (e tem) ocupações e interesses muito diferentes: estudou cenografia, cinema de animação e pintura, trabalhou nas vindimas, foi agente de campo em muitas vilas e cidades, foi professor de Geografia e Ciências da Natureza, foi jornalista na imprensa escrita, escreveu para a rádio, passou filmes de Charlie Chaplin e Buster Keaton de terra em terra, etc.
Em 1994 partiu em direção ao Sul, para Beja, cidade onde ainda reside. Foi bolseiro na área da Arqueologia, comissário várias exposições no âmbito da escultura, pintura antiga, azulejaria, arte barroca, banda desenhada, etc., fez teatro de sombras chinesas e teatro de fantoches, participou em escavações arqueológicas, etc.
Também se dedicou à ilustração e à escrita para crianças, tendo colaborado durante vários anos com a revista Rua Sésamo. Ilustrou mais de 30 livros para várias editoras, de autores como Mário Castrim, Matilde Rosa Araújo ou Natércia Rocha, entre muitos outros.
Escreveu alguns fanzines de poesia: Poemas, em 1988, Poemas em viagem, em 2002, e Poemas Japoneses, em 2005.
Tem corrido o Alentejo para falar de ilustração e, principalmente, de banda desenhada nas escolas (já visitou cerca de 100 escolas). Em 1996 fundou o Toupeira – Atelier de Banda Desenhada.
Dirige desde 2005 a Bedeteca de Beja e o Festival Internacional de Banda Desenhada de Beja.


Nos últimos 5 anos (desde 2005), como autor, tem-se dedicado essencialmente à banda desenhada, publicando regularmente os seus trabalhos nos fanzines Barsowia, da Galiza, e Venham + 5, de Beja.
Fez várias dezenas de exposições de pintura, ilustração e banda desenhada, quase todas em Portugal, mas também em Espanha, França, e Itália.
Fonte:

No comments: