Friday, November 29, 2013


Dave Gibbons, revoluciona o universo das

 HQs















No ano em que “Watchmen” completa 25 anos, seu desenhista, o americano Dave Gibbons, está preocupado com uma nova forma de revolucionar o universo das HQs. Dessa vez, a ideia é digital. Lançado na San Diego Comic-Con, o aplicativo Madefire é um leitor de quadrinhos criado com a premissa de que o leitor é quem deve controlar a sequência da história.

Em entrevista por telefone ao UOL, Gibbons falou sobre o aplicativo, sua vida pessoal, a conturbada relação com o criador da série, Alan Moore, e a polêmica prequela ”Before Watchmen”, que chega ao Brasil pela primeira vez em 2013 – acompanhada da nova reimpressão das revistas e o relançamento da sua adaptação cinematográfica em Blu-ray.

UOL Entretenimento: Qual a principal dificuldade em se fazer uma HQ para uma plataforma digital? 
Dave GibbonsAcredito que a pós-produção seja uma das partes técnicas mais difíceis  Mas, além disso, você precisa contar a história como um todo, colocando cada quadro no espaço certo e fazendo essa transição de uma forma que a leitura fique mais dinâmica.



Você costuma ler quadrinhos nesses formatos? O que você gosta e não gosta nos aplicativos disponíveis no mercado?
Eu costumo ler no iPad, mas não quer dizer que tenha deixado as revistas de lado. Faço download de vários quadrinhos. Eu acho os aplicativos muito fáceis de usar, gosto muito do Comixology. Mas no Madefire você pode experimentar a realidade aumentada. Isso expande muito as possibilidades. Acho que a principal diferença entre o papel e o digital é que o iPad é um tipo de papel inteligente.


A HQ “Treatment” foi criada especificamente para o Madefire?
Tenho ela na minha cabeça faz um tempo. Não sabia se seria um livro, um filme ou um quadrinho. Até que surgiu essa oportunidade e achei que ela ficaria perfeita para ser apresentada neste tipo de aplicativo. Minha ideia era falar sobre futuro, mostrar como o futuro pode trazer novas aventuras. Nos inspiramos em Tóquio e México para criar as cidades e fazer as revistas. Mas tem muito cinema neste aplicativo, os trechos de animação misturados com o áudio e leitura fazem você sentir como estivesse controlando um filme.

Você lembra do primeiro quadrinho que leu, em papel?
(risos) Isso faz muito tempo. Na minha época existiam muitos quadrinhos de ‘furry animals’ (tipo de quadrinhos que usam animais como personagens antropomorfos). Mas era meu avô quem trazia minhas primeiras revistas de heróis. Lembro a primeira vez que ele me mostrou ‘Superman’. Desde então fiquei obcecado por quadrinhos.

Você continua apaixonado como era quando leu “Superman”?
Sim! Eu realmente sou. E isso é incrível. Atualmente temos muitas pessoas boas fazendo quadrinhos. Mas é um trabalho duro, e eu ainda gasto todo o meu tempo comprando ou lendo livros, revistas e matérias sobre quadrinhos. É fascinante poder contar histórias nesse formato.

  • Série de “Watchmen” que será lançada em 2013
Você acha que “Watchmen” funcionaria em um aplicativo como o Madefire?
“Watchmen” é o tipo de revista criada para ser especialmente lida em papel. Seria bem interessante ter a história contada desta forma, mas provavelmente não serei eu quem vai fazer. Uma hora acontecerá de alguma forma, de algum outro jeito.

Na prática, hoje a DC pode fazer o que quiser com a série?
Geralmente, eles cuidam bem da série. Sempre que têm uma ideia, como o filme, consultam Alan (Moore) e eu sobre o que pretendem fazer. Mas no fim do dia, não importa o que dissermos, não podemos fazer nada para mudar.

Como é sua relação com Alan Moore atualmente?
Na época em que criamos “Watchmen”, éramos realmente amigos. Mas o tempo foi passando e hoje temos pontos de vista e opiniões muito diferentes e que criaram diversas pressões. Acho que não poderíamos ter feito um trabalho melhor em “Watchmen”, mas acho difícil acontecer qualquer coisa parecida entre Allan e eu. Apesar de tudo, ainda temos em comum “Watchmen”, que foi muito importante para nós nos anos 90, mas evitamos falar sobre isso.

“Before Watchmen” tem previsão de lançamento para 2013 no Brasil, o que você pode dizer sobre a HQ para os fãs que vão ler a revista em português?
Eu realmente evito comentar sobre esse projeto. Mas posso dizer que é a melhor forma a ser introduzido a história original. E essa não tem nada a ver com a Marvel ou com a DC.


É uma boa hora para relembrar “Watchmen”, uma hora em que valores precisam ser subvertidos e reavaliados. 
Dave Gibbons
Zack Snyer (diretor das adaptações de “Watchmen” e “Homem de Aço”) disse que agora – após o sucesso dos Vingadores – é uma boa hora para lançar o longa em Blu-ray, pois os personagens da série funcionam como os anti-”Os Vingadores”. O que você acha?
(risos) Eu concordo. Acho que é realmente uma interessante forma de comparação. Com todo esse sucesso dos “Vingadores” é uma boa hora para relembrar “Watchmen”, uma hora em que valores precisam ser subvertidos e reavaliados. Hoje ele teria a mesma função que o “Batman” tinha nos anos 80. De falar sobre liberdade e fazer críticas. “Os Vingadores” é um bom filme. Mas no geral, é uma boa hora para lançar um filme sobre heróis.

E como está a adaptação cinematográfica de “Secret Service”?
Realmente não posso dizer sobre esse projeto ainda. Mas estou trabalhando nisso, posso dizer que já começou e está nos seus primeiros meses de produção. Enquanto isso eu sigo com a série de quadrinhos. Também estou pensando em lançar algo com meus outros rascunhos de “Watchmen”, mas ainda não sei quando.

Você já veio para o Brasil alguma vez?
Estou ansioso para conhecer o Brasil, me chamaram para uma convenção de quadrinhos, mas não consegui ir no ano passado. Espero conseguir ir em 2013. Mas fui a Buenos Aires e gostei muito dos quadrinhos que li por lá.
Você conheceu a obra de Quino (argentino, criador da personagem Mafalda)? Ele é muito famoso por lá e hoje tem 80 anos.
Sério? Vou procurar por ele. Ainda quero fazer quadrinhos quando tiver 80 (risos).

CINCO ENDEREÇOS PARA LER QUADRINHOS ONLINE

marvel.com/digital_comicsaplicativo para quem quer ter em mãos edições antigas e novos lançamentos de Homem-Aranha, X-Men e heróis específicos da marca de Stan Lee. No site, dá para ver todos os lançamentos.readdcentertainment.compara quem é fã dos novos e velhos títulos de Superman, Batman e Liga da Justiça. Também dá para encontrar os lançamentos no site.
comixology.com – aplicativo que funciona como uma grnade biblioteca virtual. Reúne 160 mil títulos de várias editoras, inclusive independentes.madefire.complataforma que apresenta HQ’s com leitura dinâmica, específica para iPad e Android e com histórias criadas por autores e desenhistas que já trabalharam com Marvel e DC. Disponível para iPad e Android.
botton-of-the-ninth.comHQ interativa que mistura animação, ilustração e quadrinhos.
- See more at: http://malaguetas.blog.br/?p=5882#sthash.HjIelUoE.dpuf

No comments: