Wednesday, July 10, 2013

Saiba quem foi o pioneiro a publicar materiais didáticos de desenho no Brasil

9 JULY 2013 POR: MARCIO GODOI 140 VISUALIZAÇÕES NENHUM COMENTÁRIO
Jayme Cortez














Jayme Cortez. Português de nascença, naturalizou-se brasileiro e por aqui realizou grandes trabalhos na área da ilustração gráfica e quadrinhos.

Na sua vinda ao Brasil no final dos anos 40, trouxe ao país uma ideia em mente e muito talento, que iria certamente fazer a grande diferença no cenário artístico nacional. O Brasil encontrava-se num momento de desenvolvimento e modernização, que tornou-se propício para que o artista português desenvolve-se seu trabalho na área editorial, e rapidamente torna-se uma referência na impressa e considerado como um dos mais influentes criadores nas artes gráficas.
No Jornal “O Dia” fez charges políticas, na Nova Pátria fez seus primeiros quadrinhos, adaptado do romance de José de Alencar “O guarani” e passou em seguida para A Gazeta Juvenil (1949). Dois anos após passou a desenvolver capas para revistas de terror e aventuras da Editora La Selva, fato este que tornou-se bastante repercutido por seus fãs e admiradores.
Sua iniciativa de realizar a 1ª Exposição Mundial de HQ, em junho de 1951, entrou para a história e contou com a participaçãode grandes nomes do quadrinhos da época, como Alvaro de Moya, Miguel Penteado e Syllas Roberg.
Lançou dezenas de revistas de histórias em quadrinho, como diretor de arte e editor da “La Selva”, abrindo o mercado nacional para diversos autores nacionais (desenhistas e redatores) tudo isso sem parar de produzir suas tão admiradas capas de revistas para HQ.
Nos anos sessenta e setenta, passou atuar em agências de propaganda e tornou-se diretor de criação e merchandising e cinema de animação nos estúdios de Maurício de Souza e no transcorrer de sua caminhada foi ilustrador de cartazes e pôsters para o cinema nacional e internacional. Cortez deixou muita saudade ao morrer em 1987, mas deixou também um acervo maravilhoso, organizado e catalogado por um de seus admiradores, o diretor de arte Fábio Moraes, com os quais pôde realizar diversas exposições.
Tendo lançado vários livros sobre técnicas de desenho, Jayme Cortez é considerado com todos os méritos, como o primeiro desenhista no Brasil a editar publicações didáticas para iniciantes na arte de desenhar, e com certeza muitos dos desenhistas profissionais e nacionais de hoje, pra não dizer todos, tiveram enorme influência com sua arte, técnias e talento para desenhar e ensinar. Existem ainda trabalhos seus á venda nas livrarias, com preciosos ensinamentos para o benefício e alegria das novas gerações.
Vejam a declaração de Franco Rosa, Conhecido Desenhista, editor e roteirista de HQs de São Paulo.
“O que Jayme Cortez mais ensinou a mim e a todos, foi experimentar diferentes técnicas e ousar. Os desenhos dele até hoje são estimulantes, quando a gente vê os trabalhos dele, dá vontade de ir imediatamente para a prancheta trabalhar, os desenhos de Cortez nos convidam a dar o primeiro traço.”
Fonte:

No comments: