Thursday, July 5, 2012

Entrevista com a quadrinista Rose Araújo

Por Lady's Comics



Ela é quadrinista, designer, professora de artes, ilustradora e autora de livros. Algumas de suas inspirações são os quadrinistas Ziraldo, Quino e Mordillo. Criou sua primeira personagem em 1988, que se despediu do jornal Extra no final de abril deste ano, depois de 14 anos sendo publicada. Rose Araújo, autora da tirinha “Os Amigos da Lis”, que apareceram em pouco mais de 650 domingos, publica atualmente seus personagens sem rostos: Lis, Mel, Tai, Sal, Zil e Rei, em seu blog, onde também mostra seus trabalhos como ilustradora e designer. Confira as novidades desta quadrinista em uma pequena entrevista!

Lady’s – Desde quando você faz tirinhas? Como começou?
Sempre gostei muito de tirinhas e comecei a esboçar a minha primeira personagem, a Lis, em 1988. No ano seguinte, eu criei os seus amigos. Profissionalmente, em 1993, a editora Memórias Futuras me convidou para criar tiras com esses personagens para a agenda infantil Os Amigos da Lis – 365 dias de Ética, que foi lançada em 1994.
Lady’s – Como foi criar a tirinha “Os Amigos da Lis” e porque acha que ela faz tanto sucesso?
Criar as tirinhas dos Amigos da Lis é a realização de um sonho antigo e é um grande prazer. O fato desses personagens não apresentarem olhos, bocas e narizes, causa certo estranhamento no início, mas acredito que acaba permitindo uma interação maior com os leitores, na medida em que eles podem imaginar as expressões faciais de cada personagem. Isso é um diferencial desse trabalho, que também tira partido de uma abordagem mais poética.
Lady’s – Como foi participar da exposição “As Mulheres Criadoras e a Arte da Caricatura”?
Participar da exposição “As Mulheres Criadoras e a Arte da Caricatura” que vem percorrendo diversos países desde 2006 é uma experiência ímpar e uma grande oportunidade de divulgar o meu trabalho. Eu tive a grata surpresa, no início de abril, de receber o catálogo da exposição que aconteceu em 2011 na China e teve a participação das tirinhas d’Os Amigos da Lis.
Lady’s – Quais as maiores dificuldades que você encontrou durante sua carreira?
A maior dificuldade é conciliar as outras atividades profissionais que eu exerço com a criação das tirinhas, pois além de cartunista, sou designer, professora de artes, ilustradora e autora de livros.
Lady’s – Quais são seus planos atuais?
Pretendo lançar ainda esse ano um livro d’Os Amigos da Lis, com algumas tiras que foram publicadas no jornal Extra, nesses 14 anos, e outras inéditas.  E enquanto não encontro “outra casa” para publicá-las irei usar o facebook e meu blog para postar esse trabalho. Além disso, continuo publicando no jornal Graphiq – SP as tirinhas da Iscola… o Crime e estou esboçando outros personagens para uma tirinha nova que estou elaborando.
Lady’s – Como gosta de desenhar? Quais materiais usa e como é seu processo criativo?
As tirinhas, atualmente, eu faço no computador. Para Os Amigos da Lis uso o programa CorelDraw e a “Iscola… o Crime”, o illustrator.  Mas sempre estou com um papel por perto para desenhar. Pode ser com lápis, caneta, lápis de cor ou caneta hidrocor.
Costumo colocar num caderno as idéias para possíveis tiras que possa desenvolver em outro momento.
Lady’s – Como foi lançar um livro? E porque escolheu o tema “Escola”?
Desde 2007 publico as tirinhas da “Iscola… o Crime” no jornal Graphiq – SP.  Aproveito a minha experiência como professora de Artes, para retratar com bom humor e de forma crítica essa realidade que conheço bastante. Já estava elaborando a ideia de lançar um livro com a coletânea dessas tiras e comecei a observar que, infelizmente, diversas situações relacionadas ao universo escolar e a violência estavam diariamente na mídia. Achei que seria o momento oportuno para lançar esse trabalho.
Lady’s – Você foi indicada ao troféu HQmix por seu livro “Iscola… o Crime”, lançado no ano passado. Com você são 7 mulheres indicadas ao HQMix, você acha que ainda há pouco reconhecimento do trabalho das mulheres quadrinistas no Brasil ou não há divulgação?
Na verdade, o número de homens produzindo quadrinhos é infinitamente maior do que o de mulheres. Nós ainda estamos tentando conquistar o nosso espaço. Durante muito tempo despertamos certa desconfiança em relação ao nosso trabalho, talvez até por termos uma visão feminina, num universo tão masculino. Mas acho que nós mulheres estamos vivenciando um momento promissor em relação a produção de quadrinhos brasileiros,  na medida que a cada dia descobrimos novas quadrinistas desenvolvendo trabalhos de qualidade. Ainda temos problemas com a nossa visibilidade, mas estou muito confiante de que os primeiros passos foram dados e em muito pouco tempo veremos uma participação efetiva das mulheres e, consequentemente, uma divulgação maior de seus trabalhos.
Lady’s – Quais quadrinistas que mais gosta e recomenda?
São vários: Os que me inspiraram e me inspiram até hoje são o Ziraldo, Quino, Mordillo, Maurício de Sousa, Laerte, Angeli.
Lady’s – Deixe seus contatos e como podemos adquirir seu livro:
Estou vendendo o livro de tiras da “Iscola… o Crime” no meu blog
Fonte:

No comments: