Wednesday, July 18, 2012

COMO CRIAR HISTÓRIAS EM QUADRINHOS

Como criar quadrinhos? Existem regras pra isso? Bem... na verdade, ser criativo é um dom, assim como desenhar. Não há cursos especializados em criatividade, claro! Ou você sabe criar ou não! Simples assim! Se você, porém, sabe que é um cara criativo, mas só precisa de algumas dicas, vou te passar umas que funcionam comigo:
1 – Leia histórias em quadrinhos, tiras, livros, jornais. Inspiração é algo que, simplesmente, “brota do nada”. Você lê uma revista e “plim”... aparece uma idéia legal. É importante que o artista seja conhecedor de diversos fatos, pensamentos, histórias, para que sua inspiração possa se expandir. Se você lê muito, é evidente que acabará tendo mais idéias. Só o jornal do dia já traz uma série de “comédias” que os nossos políticos aprontam diariamente. Isso pode ser explorado (e muito bem);
2 – Observe trabalhos de outros artistas. Saiba que é praticamente impossível criar um personagem, ou uma história, que jamais tenha sido já pensado por outros caras. Querendo ou não, seus personagens e histórias vão se assemelhar a criações de outros artistas. Entretanto, você não deve criar um personagem plagiando outro (por exemplo, uma menina chamada Florinda, que é gorduchinha, anda com um elefantinho de pelúcia a tiracolo, e bate nos carinhas que tiram uma casquinha dela – veja que você bolou um personagem com outro nome e que anda com um elefantinho de pelúcia, mas que é uma cópia descarada da “Mônica”, personagem do Maurício de Souza). Crie um personagem misturando várias fontes de inspiração (por exemplo, personagens do Maurício de Souza, do Walt Disney, do Laerte, do Angeli, etc);
3 – Não pare de desenhar por muito tempo. Tenho várias idéias para tiras de jornal, bem como para historinhas, porque estou sempre desenhando (quase todo dia tem uma folguinha pra mim me dedicar ao desenho). Enquanto estou desenhando, a inspiração pode aparecer do nada. Muitas vezes já tive idéias para tirinhas baseadas em uma tira que estava desenhando naquele momento. Se você, porém, parar de desenhar e passar a se preocupar com outras coisas, é evidente que será mais difícil surgir uma idéia legal pra desenhar. Falo isso por experiência própria. Quando comecei a desenhar tiras de jornal, e as idéias apareciam com freqüência. Mas, quando entrei na faculdade, parei de desenhar. Neste período (que durou mais de cinco anos), raramente pintava uma idéia legal pra desenhar. Entende? É isso;
4 – Seja observador. Sabia que aquele seu amigo esquisito ali pode ser um personagem de quadrinhos? Ah... e aquele fora que você tomou da namorada? Aquele episódio que você achou um sarro? Tudo ao seu redor contribui para que sua imaginação flua. É mais fácil uma idéia legal surgir de fatos de seu cotidiano. Aliás, explorar fatos do cotidiano costuma ser mais bem aceito, pois seus leitores se identificam com seus desenhos. Aquele episódio mó comédia que te aconteceu outro dia pode ter ocorrido, também, com o leitor. Criar uma história baseada nesse episódio certamente será divertido tanto pra você mesmo, quanto para seu leitor. Portanto, seja olho de águia, meu amigo; não deixe passar nada;
5 – Não desanime. Claro que o início é sempre difícil. Você vai ficar querendo que uma idéia surja na cabeça, e nada! Isso por que você mesmo precisa se identificar com seu personagem; precisa criar identidade própria pra ele; tratá-lo como se fosse uma pessoa, com sentimentos, personalidade própria, emoções, etc. Seus personagens precisam ter vida própria. Não é fácil, de início. Conforme o tempo for passando e você for se identificando mais com seu próprio personagem, as idéias vão fluindo mais. Um dia, tudo se torna mais fácil.

No comments: