Thursday, December 15, 2011

FALECERAM JOE SIMON E EDUARDO BARRETO (RIP). ATUALIZADO


2011 será lembrado como o ano em que perdemos grandes quadrinistas e o dia 15 de dezembro em especial marca a despedida simultânea de dois deles.



Após as mortes de Sergio Bonelli, Jerry Robinson, Carlos Trillo e Gene Colan, chegou a hora de Joe Simon e Eduardo Barreto. 

Joseph Simon nasceu em 11 de outubro de 1915 em Rochester, estado de Nova York. Parceiro histórico de Jack Kirby, com quem dividiu a criação do Capitão América, Bucky, Caveira Vermelha, Sandman II, Guardião (DC) e vários outros personagens, era um dos últimos remanescentes da Era de Ouro dos Quadrinhos. Trabalhou como roteirista e editor para a Archie Comics e a National (antiga DC). Joe tinha 98 anos e a causa de sua morte não foi revelada até o momento desta publicação.


O criador 

A mais famosa criação com Jack Kirby.


Jerry Robinson cumprimenta Joe Simon. Dois veteranos e talentosos quadrinistas que nunca deixaram de frequentar convenções e sempre souberam valorizar o carinho dos fãs. 

Eduardo Barreto, nascido em Montevidéu no Uruguai foi um dos primeiros artistas sul americanos a alcançar grande reconhecimento na indústria de quadrinhos, ainda nos anos 80. Trabalhou nos títulos Superman, Novos Titãs e Esquadrão Atari. Fez também os álbuns Batman: Mestre do Futuro, Batman: Morcego de Aço e Superman: Uma Nação Dividida, da linha Elseworlds (Túnel do Tempo) da DC. Desenhou também a série "Marvel Knights" com roteiros de Chuck Dixon. Barreto tinha 57 anos e especula-se que a causa da morte esteja relacionada com uma recente meningite.

A melhor imagem que consegui de Barreto.

Os trabalhos de Barreto foram amplamente publicados no Brasil, as capas abaixo certamente irão suscitar a lembrança dos fãs:



Arte dos Piratas Siderais (Marvel).

A Mulher Maravilha por Eduardo Barreto.

Entre seus trabalhos mais recentes está a série "Irredeemable", escrita por Mark Waid e publicada pela Boom! Studios, inédita no Brasil.


E assim 2011 vai chegando a um fim melancólico para os apreciadores da Nona Arte. Valeu Joe, valeu Eduardo, fiquem em paz.



Fonte:

No comments: