Tuesday, December 13, 2011

Como se tornar um quadrinista? 

Depois de um longo, longo, longo (mesmo!) inverno, o post especial do MdM "Como se tornar um quadrinista" continua! Nesta quinta edição temos três quadrinistas de webcomics explicando como iniciar a trabalhar com a nona arte.
São eles: Carlos RuasClara Gomes e Ricardo Tokumoto.
[Mais:]
Como se tornar um Quadrinista?
Primeiro é ter coragem e sorte! Quem no Brasil acredita que poderá ter dinheiro e sustentar uma família fazendo quadrinhos? Praticamente nenhum! É uma façanha que poucos conseguem infelizmente. O Brasil não valoriza o chargista, poucos conseguem se dar bem.
Por isso, você tem que estar dentre esses poucos. Como o mercado é bem pequeno você tem que ter um diferencial bem forte, algo novo, diferente, criativo, unir tudo isso em uma coisa só. Tem que estudar referências como Henfil, Ziraldo, Quino, Angeli, Laerte, Chico Caruso, etc.... Esses serão seus pilares do conhecimento.

E não basta saber desenhar bem, tem que ser criativo e inovador. Pense diferente, faça diferente e arrisque! Se não tentar nunca irá saber.
Carlos Ruas é autor das tiras online Um Sábado Qualquer.

"Quadrinhos" está naquela categoria de ofícios que nos escolhemos ainda crianças. E toda profissão embalada desde a infância vem carregada de expectativas mágicas. Somos sonhadores incorrigíveis - acredito que essa seja a causa da dificuldade quando precisamos passar para o estágio de profissionais.
A primeira (e dura) lição que muitos vão aprender é a auto-análise do próprio trabalho: perceba se essa é sua real vocação, mostre seus desenhos, escute críticas, estude, leia bastante... Muitos reclamam de falta de oportunidade, mas talvez seja falta de talento mesmo.
Passada essa, a segunda lição é profissionalizar-se. Aprenda a usar um computador para finalizar seus trabalhos, a manejar uma tablet, a cobrar pelos seus desenhos - e não mendigue espaços na mídia em troca de jujubas.
A terceira lição é ser paciente - se você faz um bom trabalho, com autenticidade e carinho, terá retorno - nem que seja de um pequeno grupo de gente bacana e inteligente acompanhando sua obra.
Clara Gomes é a quadrinista da tira Bichinhos de Jardim, designer gráfica e arte-educadora.

Aqui no Brasil fazer quadrinho ainda é algo bastante complicado. A internet felizmente nos oferece uma forma de divulgar nosso trabalho de maneira mais ampla, por isso é essencial nos dias de hoje que se aproveite dessa ferramenta.
O mercado é algo que nem eu mesmo aprendi a lidar... Então não poderei falar muito sobre isso. Agora sobre o modo de trabalhar eu aconselho principalmente que os interessados em fazer histórias em quadrinhos procurem conhecer bastante sobre essa linguagem. Ler e observar todo material relacionado, dos mais variados tipos é algo que contribui muito no resultado do trabalho.
Perder o preconceito com as vertentes (mangás, comics americanos, quadrinhos europeus, trabalhos independentes, tiras) e conhecer de tudo é muito importante. Outra dica é estar sempre produzindo, experimentando. Acho que a teoria e a prática devem andar juntas e serem constantes. E pra isso é essencial que se goste muito do que se faz, pois é um caminho que pode ser tanto prazeroso quanto trabalhoso.
Ricardo Tokumoto é autor das tiras online Ryot Iras.

E na sexta edição (que eu prometo não ser daqui há seis meses) teremos mais respostas de quadrinistas que trabalham no mercado internacional.

Fonte:

No comments: