Thursday, October 20, 2011


Tintin, o destemido repórter de topete e sapatos esportivos

"As Aventuras de Tintin: o Segredo do Licorne" é a mais nova produção que leva a assinatura de Steven Spielberg na direção. O filme tem previsão de estreia em salas brasileiras apenas no dia 20 de janeiro de 2012, mas desde já a ansiedade é grande. Tanto para os fãs de Spielberg, acostumados à magia captada pelas lentes do cineasta em obras como "O Parque dos Dinossauros", "A Lista de Schindler", "Minority Report - A Nova Lei" e a série "Indiana Jones", ou mesmo para os apreciadores da obra de George Remi, mais conhecido como Hergé, o quadrinista belga que criou o personagem Tintin há 80 anos. Spielberg, aliás, já pretendia levar às telas as aventuras do jovem e destemido repórter de topete e sapatos esportivos desde 1981, o mesmo ano em que foi lançado "Os Caçadores da Arca Perdida". Para Spielberg, Tintin é considerado o antecessor do arqueólogo Indiana Jones. Foram, portanto, mais de 30 anos de espera - entre negociações com o próprio Hergé, iniciadas em 1983, e após a morte dele com a viúva do artista, Fanny, que cedeu ao cineasta os direitos de adaptação para o cinema em 2006. A longa espera poderá ter valido à pena, uma vez que atualmente a tecnologia de "motion capture" (captura de movimentos de atores reais que dão vida a personagens digitais por meio de sensores) está bem mais evoluída - a mesma técnica foi utilizada em "Avatar", de James Cameron, ou na saga "O Senhor dos Anéis", assinada por Peter Jackson, que inclusive é um dos produtores de "As Aventuras de Tintin".

Clássico dos mangás e animês, agora com atores de verdade

O quadrinista e diretor japonês Katsuhiro Ôtomo lançou em 1988 o filme "Akira", adaptação para o cinema que se tornou cult da animação entre os cinéfilos e principalmente para os fãs de mangá e animê. A história, passada num futuro não muito distante, acompanhava gangues de jovens motoqueiros que brigavam nas ruas de Neo-Tóquio. Mas quando uma organização governamental descobre que um dos motoqueiros possui poderes psíquicos, ele acaba sendo raptado. De 1988 para cá o universo dos mangás e animês só cresceu, mas "Akira" continua sendo uma preciosidade no gênero. E por isso mesmo o estúdio Warner Bros. acabou de dar sinal verde para uma nova adaptação, agora em Hollywood e no formato live action (ou seja, filmada com atores de verdade). A Warner já detinha os direitos sobre a obra desde 2008, mas somente agora houve uma definição quanto ao roteiro - a trama vai trocar Neo-Tóquio por Neo-Manhattan - e o orçamento. Segundo informação publicada pelo periódico Variety, tudo está encaminhado para que o filme comece a ser rodado entre fevereiro e março de 2012, sob a direção do cineasta espanhol Jaume Collet-Serra. Garrett Hedlund é o ator predileto do estúdio para o papel de Kaneda, enquanto o personagem Tetsuo está sendo disputado por Robert Pattinson, Andrew Garfield e James McAvoy. A produção vai ter assinatura de Leonardo DiCaprio, Jennifer Davisson Killoran e Andrew Lazar. E Katsuhiro Ôtomo, da versão original, será o produtor executivo.

Fonte:

Marcos Petrucelli
Marcos Petrucelli é jornalista formado pelas Faculdades Integradas Alcântara Machado em 1992. Trabalhou no jornal Folha da Tarde e nas revistas Set e Playboy, da Editora Abril. Em 1997 criou o e-Pipoca, primeiro site especializado em cinema na internet brasileira. Além de cobrir os mais importantes festivais de cinema no Brasil, Petrucelli também esteve na cerimônia do Oscar em quatro oportunidades. Desde 2005 é comentarista do quadro Sessão de Cinema, no CBN Total, programa ancorado por Adalberto Piotto.

No comments: