Wednesday, August 31, 2011

Artista ironiza a própria história em coletânea de obras de humor



Érico San Juan faz a primeira mostra individual paralela ao Salão

31/08/2011 - 16:10
Alterar o tamanho da letra A+A-
Ele é autor de histórias em quadrinhos, ilustrações, caricaturas, fanzines, charges, crônicas, livros infantis, jornais de humor, palestras, animações e, ainda assim, se considera um pamonha! “É que reconhecer é o primeiro passo para deixar de ser”, brinca o caricaturista, ilustrador e locutor Érico San Juan que está com a mostra “20 anos de um pamonha de Piracicaba”, na Casa do Povoador.
A paralela do 38º Salão de Humor celebra os 20 anos de carreira do cartunista piracicabano com exposição de caricaturas, tiras e ilustrações. A mostra é uma coletânea das principais séries do artista e registra suas diferentes fases.
“Como as tiras percorrem o tempo, elas mostram a diferença nos traços e nas técnicas, uma transformação que foi acontecendo de forma natural”, explicou San Juan.
Na categoria de tiras estão expostos trabalhos das séries “Dito, o Bendito”, “Mentiras” e “Um Pamonha de Piracicaba”, inspirada na vida do artista.
“Eu conto algumas neuras, mas não faço com culpa e sim com senso de humor. Aí consigo expressar bem os sentimentos através da arte e muitas pessoas se identificam com essas histórias”, observa o artista que deu este nome à série por ser piracicabano. “Assim como o XV, pamonha é a marca da cidade, então retrata bem”, justifica San Juan.
Os trabalhos de Érico já têm adeptos fiéis. “Agradar a tanta gente com um desenho de humor não é para qualquer um. É trabalho de mestre”, opina a escritora Carla Ceres.

Ilustrações
Em outra sala da Casa do Povoador estão as ilustrações feitas para acompanhar artigos de opinião. “Essa série vai menos para o humor e mais para a reflexão. É uma maneira de transmitir com imagens a ideia principal do autor do texto”, explica.
O trabalho crítico é feito de diversas maneiras com diferentes técnicas. “Eu comecei minha vida em uma fase de transição de tecnologia. Então uso mesmo diferentes técnicas que vão desde as manuais, como a colagem, até as digitais, feitas no computador”, conta.
Caricaturas
A categoria que faz o público fazer fila, quando Érico San Juan faz caricaturas ao vivo no Salão de Humor (aos finais de semana), também revelou o trabalho do artista para além da terrinha da pamonha.
A de Noel Rosa integra o livro “Noel é 100!” (Editora Imprensa Oficial do Rio de Janeiro). O encarte do CD Amanhã (Roupa Nova Music, 2010) traz uma caricatura de Sá Rodrix e Guarabyra, também assinada por San Juan. A caricatura de Johnny Alf também vai para o livro biográfico do músico.
A atividade de San Juan ganhou um diferencial com o lançamento do Jornal Caricaras, que traz na capa de cada exemplar um espaço em branco para uma caricatura personalizada. “Mas tem dois tipos que não dá para exagerar: mulher e criança, porque eles choram”, comenta San Juan, sempre descontraído.
O jornal também pode ser visto na mostra que reúne a série Preto e Branco e Coloridas.
Livro-pôster
Como tirar um amigo da frente do computador e levá-lo para brincar à luz do sol? Esse é o dilema do livro “Abre a Janela”, lançado nesta terça-feira (30), no Ponto de Cultura Educomunicamos.
Produzido na Oficina de criação de livro infantil, ministrado pelo cartunista Érico San Juan. 
A criação do livro foi feita por crianças durante uma oficina de livro infantil, ministrada pelo cartunista Érico San Juan. “As crianças criaram tudo: história, personagens e ilustrações”, explica San Juan.
O conteúdo foi editado pelo cartunista-orientador no formato livro-pôster. “A ideia é interessante, porque além de ser um formato diferente, é um grande estímulo à criatividade e às artes”, analisa o orientador que com isso soma mais um importante anexo em sua carreira.
Serviço
O quê: Exposição “20 anos de um pamonha de Piracicaba”, de Érico San Juan
Quando: diariamente, das 9h às 17h, até 16 de outubro
Onde: Casa do Povoador (Avenida Beira Rio, 800)
Entrada franca
Informações: (19) 3434-8605

Fonte:

No comments: