Saturday, July 9, 2011

Sábado marca a criação do 193º país do mundo


Sudão do Sul já ocupa os piores lugares nas listas de indicadores sociais

9/07/2011 | Enviar | Imprimir | Comentários: nenhum | A A A
O dia 09 de julho ficará marcado na história. Nasce neste sábado o 193º país do mundo, o Sudão do Sul. Devastado por décadas de guerras civis, o novo país já entra na lista dividindo com a Somália e o Afeganistão os piores indicadores sociais do mundo.
O Sudão do Sul já é o país onde morrem mais grávidas e recém nascidos. Cerca de 90% das mulheres são analfabetas. Faltam hospitais, escolas, esgoto, rodovias, iluminação e segurança. O transporte é feito não em taxis, mas com meninos levando estrangeiros na garupa de suas motos.
A segurança, um dos pontos mais fracos da nova nação, deve ser o maior investimento do Sudão do Sul. Apenas este ano, 1800 sul-sudaneses morreram e 150 mil foram deslocados por conflitos na fronteira. As disputas por terras e reservas de petróleo trazem enorme instabilidade para os moradores. O sul abriga 80% do petróleo sudanês, mas depende do norte para exportar.
Nesse cenário, os Estados Unidos chamam a atenção dos holofotes, investindo em infraestrutura para fazer frente à presença chinesa no norte. A ONU aprovou na última sexta-feira, 08, a presença de uma nova força de paz para o Sudão do Sul, com 7900 homens.
Para compensar, o país é recheada de esperança. Uma funcionária da ONU no Quênia conta que os jovens esperam que, com a independência, o país melhore de um dia para o outro. A geração mais velha não fica para trás e irradia alegria ao testemunhar a independência após duas décadas de guerras. “As pessoas estão tão otimistas que é até assustador”, conta Jane Some.
A cerimônia de independência contará com o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, e representantes de vários países vizinhos, assim como celebridades internacionais.
Fonte:

No comments: