Wednesday, July 13, 2011

o quadrinista maltês Joe Sacco, 50, disse que simpatiza com a causa palestina, mas sem ativismo.




Conhecido por inaugurar o gênero da reportagem em quadrinhos, o quadrinista maltês Joe Sacco, 50, disse que simpatiza com a causa palestina, mas sem ativismo.

Em sabatina promovida pela Folha  e pelo UOL na noite desta segunda-feira (11), o autor dos livros "Uma História de Sarajevo" (Conrad), "Notas sobre Gaza" (Companhia das Letras) e "Palestina" (Conrad) disse tentar dar voz aos palestinos, ainda que isso seja prejudicial à sua imagem.

"Não sinto que deveria ser um representante do povo palestino. Meu papel é fazer quadrinhos, uma crônica do tempo em que vivemos", afirma o quadrinista no vídeo abaixo, que traz a íntegra do evento, realizado no TeatroFolha, em São Paulo.




Fonte:




No comments: