Monday, July 11, 2011

Cartunista Joe Sacco diz gostar muito do Brasil



Autor de 'Notas sobre Gaza' diz gostar muito do Brasil.
'Povo é amoroso e lugar é muito bonito. O que mais se pode querer?'

Do G1, em Paraty
"Eu nunca usei caderno de rascunho, eu nem tenho um. Alguns cartunistas gostam de ficar desenhando o dia inteiro. Eu só desenho pra ganhar dinheiro", contou o jornalista e quadrinista Joe Sacco em entrevista ao G1 na edição 2011 da festa Literária de Paraty, a Flip.
Autor das reportagens ilustradas  "Palestina", "Área de segurança: Gorazde" e "Notas sobre Gaza", Sacco diz que gosta muito do Brasil. "Eu espero que me convidem de novo e de novo e de novo. O povo é muito amoroso e o lugar é muito bonito. Então, o que mais se pode querer?"
Perguntado sobre a representação em desenho de assuntos violentos e fortes como o Holocausto, Sacco disse que cabe ao artista tentar retratar o episódio e fracassar ou não ao tentar fazê-lo. "Se eu for assistir a um vídeo de pessoas sendo baleadas várias e várias vezes, eu me sentiria fisicamente mal. O que os desenhos ajudam o leitor a fazer é se distanciar um pouco dos eventos, a olhar para o evento. Isso não os torna, necessariamente, mais fáceis. Mas nos fornece um tipo de filtro para que possamos olhar através."
Sobre os novos trabalhos, ele disse que quer se aprofundar nos mesmos assuntos difíceis, mas com outro ângulo, outra direção. "Eu gostaria de saber mais sobre a ciência da violência. Estou falando de neurobiologia, biologia molecular, mitologia primordial e outras coisas que eu nunca pensei antes."
Fonte:

No comments: