Sunday, July 10, 2011

Caravana rumo à Brasília!




Representantes de Pontos de Cultura de todas as partes do estado de São Paulo embarcam na noite de hoje rumo a explanada dos ministérios em Brasília. Pintores, atores, músicos, capoeiristas, desenhistas, dançarinhos, congadeiros, ativistas da Cultura Digital, mestres de tradição oral, entre outros profissionais da Cultura estão nesse momento ligando os motores para uma caravana com ponto de chegada no Ministério da Cultura.
O objetivo, a uma só voz, é explicitar o descontentamento crescente de vários setores culturais da sociedade civil, especialmente Pontos de Cultura e ativistas da Cultura Digital, para com a política pública de Cultura a ser gestada pelo Ministério da Cultura. Convênios em atraso, ausência de efetiva gestão compartilhada e freamento dos processos que efetivariam a Reforma de Lei de Direitos Autorais tem sido grandes temas de tensão na nova gestão do Ministério.
Tal caravana surgiu a partir do contexto de encontros dos Pontos de Cultura do estado de São Paulo: a Comissão Paulista dos Pontos de Cultura, em reunião realizada na Teia Regional de Ribeirão Preto, em 30 de janeiro de 2011, reconheceu que há um MOVIMENTO dos Pontos de Cultura constituído sem partidos, sem heróis ou mártires, pautado na livre associação de pessoas de comum interesses; e, dentro da relação dos Pontos de Cultura com o estado, entendeu a sua responsabilidade, buscando agora apresentar de forma clara suas demandas.
Deliberou-se, portanto, a data de 22 de fevereiro de 2011 como um levante do Movimento de Pontos de Cultura do Estado de SÃO PAULO sob o mote:

“Em direção ao diálogo e à construção da gestão compartilhada com o MinC, iremos à Brasilía esperançosos de nos encontrarmos com a ministra da Cultura, Sra. Ana de Hollanda, a fim de dialogarmos sobre as demandas referentes ao programa Cultura Viva e seus desdobramentos”.


Na mesma data, também deliberou-se que, muito embora esta iniciativa seja uma decisão do coletivo de Pontos de Cultura do estado de São Paulo, é tarefa deste, unido a outros coletivos que integram a Rede transversal de trocas desse Movimento Social, fazer saber e convidar o maior número possível de ponteir@s, artistas, ativistas e gestores culturais envolvidos (DIRETA E INDIRETAMENTE) no programa Cultura Viva, sejam eles oriundos de qualquer outro estado federativo.
São muito bem vindas todas as delegações que decidam unirem-se a nós em Brasília no dia 22 de fevereiro.
A proposta deste encontro com o Ministério, surge da clara compreensão de que o Programa Cultura Viva transcende questões financeiro-orçamentárias e/ou processos políticos de tomada de decisões à respeito das políticas culturais do país por parte do Ministério. O que realmente está sendo buscado é a criação de relações transparentes e diretas, nas quais o respeito mútuo seja a tônica. Assim, a gestão compartilhada e demais princípios do Programa Cultura Viva, constituem a principal pauta.
O desejo maior é de que o programa seja uma política de estado, devendo abraçar demandas de seus beneficiados, membros da sociedade civil, independentemente de inclinações partidárias e ideológicas.
O compromisso mor é com a cultura, a realidade de quem a faz e seus resultados, em todos os aspectos, que abrangem a amplitude do significado da palavra “cultura”, remetendo ao educacional, à conscientização e à promoção do desenvolvimento social pautado nas liberdades e direitos individuais e coletivos.
Siga nesse rumo você também! Vamos tocar nossos tambores, fazer um carnaval, manifestar nossas reivindicações. Vamos promover também nossas culturas, pois o intuito é garantir manifestação, mobilização e visibilidade.

Nossa arte não imita a vida, é arte viva. Assim como é VIVA nossa CULTURA, pulsando em cada um de nós!
Vamos tod@s ao MinC em Brasília e nas Regionais distribuídas nos estados no dia 22 de fevereiro.
O Programa Cultura Viva merece essa atitude de defesa aos seus princípios básicos e isso já é muito além do que tornar o Cultura Viva uma política de Estado, é tornar o Cultura Viva uma política do Povo.
Afinal, que Estado queremos? Queremos um Estado que dialogue conosco, reconheça nossa potência e se disponha a investir para que ela se efetive.

Frente Estadual Paulista de Pontos de Cultura

———

Ocupação Cultural do Minc/SP dia 22 / terça-feira / meio dia

Rua Formosa, 367  – Edificio CBI,  rua começa atrás do Teatro Municipal, segue ao lado da praça Ramos até o Vale do Anhangabaú -  acesso pelos metrôs Anhangabaú e São Bento, ônibus p/ Praça Ramos ou Terminal Praça do Correio.

Propostas para Ocupação Cultural Colaborativa

  • Concentração  a partir do meio dia (prevendo a reunião em BSB,  durante a tarde);
  • Ato/manifestação no Anhangabaú, em SP ou em pontos estratégicos de outros estados, intervenções, performances, batuque, Tv de Rua, recados para o Minc, Dilma, ministra, parlamentares etc sensibilização da população para nossa causa, etc;
  • Levar instrumentos, apitos, panelas  cartazes, perna de pau, malabares,  material de oficinas artísticas e culturais para as pessoas que circulam  pelo Vale do Anhangabaú (pintura facial,  guache, papel, bexigas,  dobradura,  grafite e outros possíveis);
  • A sugestão é que os representante dos pontos que não forem para Brasília, convoquem  oficineiros,  usuários  e lideranças das entidades e comunidades atendidas, outros movimentos ligados a cultura, em especial o pessoal da cultura digital,  para participarem da manifestação e colaborar nas atividades e construção das reivindicações.
  • Ir caracterizado, com figurinos, adereços, cartezes,  estandartes de ações culturais dos pontos, faixas etc;
  • Colaborem com a divulgação convide usuários dos pontos, converse com os representantes d Macros e  pessoas atuantes em cultura da região quem vai,  organize grupos, repasse  para suas listas e gupos de discussão ligados ao assunto.
  • Permanência no prédio  durante a reunião com a ministra, (viabilizar acompanhamento da transmissão via net/ streming  e quem sabe se conseguirmos tecnicamente, daqui para lá;
  • Avaliações pelos presentes e deliberações;

Informações – Mobilização:

Contribições aqui.

  • Veridiana Negrini – Instituto Pólis/Pontão de Convivência e Cultura de Paz
Email: veridiana.negrini@gmail.com
(61) 9963 5337 / (11) 7867 4629 / ID 86*41726
  • Marcos Pardim – FASAM
Messenger – mpardim@hotmail.com
Email/Gtalk – marcospardim@gmail.com
Tel: (11)4013-3113 Cel: (11)9902-6162 (Vivo)
  • Daniel Carneiro – Teia Casa de Criação
Email: daniel(@)teia.org.br
Cel: (16) 9116-9230
  • Roni Lima – PdC Lado Leste Culural
Email: boxcultural@yahoo.com.br
Cel: (11) 93591113

Fonte:
http://culturadigital.br/movimento/2011/02/22/caravana-rumo-a-brasilia/

No comments: