Sunday, June 26, 2011

Chargista e Cartunista



 
Cecília Garcia
Quando se é criança a maioria gosta de desenhar. São incentivadas pelos professores que afirmam que isso desenvolve a coordenação motora. A idade vai avançando e o gosto pelo desenho é esquecido, mas não por todos. Tem aqueles que vão fazer disso seu “ganha pão”. O mercado para cartunistas e chargistas está aí para as pessoas que conseguem juntar a criatividade, o bom humor e o talento artístico.
Cartunista
De acordo com o dicionário Michaelis, cartunista é a "Pessoa que cria ou desenha cartuns, tiras cômicas, histórias em quadrinhos de humor, desenhos ou ilustrações humorísticas".  Apesar de destacar o humor, o cartunista também pode fazer quadrinhos sérios. No Brasil, os mais conhecidos são Ziraldo (Menino Maluquinho, Turma do Pererê), Maurício de Souza (Turma da Mônica), Laerte Coutinho (Piratas do Tietê) e Arnaldo Angeli (Wood & Stock).
Será que dá para ganhar dinheiro com isso?
Maurício de Souza movimenta anualmente US$ 2 bilhões com as revistas e produtos Turma da Mônica. Sozinho ele domina 86% do mercado nacional de quadrinhos. Em 2008 foram 23 milhões de exemplares. A publicação Turma da Mônica Jovem superou a venda da revista especial do Homem Aranha com Barack Obama. 405 mil unidades contra 350.
Ziraldo ganha cerca de 70 mil reais por mês com seus livros e revista, sendo seu carro-chefe o Menino Maluquinho. Fora a revista, esse título rendeu cerca de 50 produtos diferentes levando o mesmo nome.

Chargista
O chargista além da criatividade, bom humor e talento precisa ser crítico e observador da realidade. Uma pitada de sátira também faz bem. Através dos seus desenhos ele retrata a sociedade. Charge vem do francês charger que significa carga, exagero. No Brasil as charges têm geralmente conotação política.

Será que dá para ganhar dinheiro com isso?

A Pesquisa Salarial Online da Catho revela números interessantes.
Interpretação da tabela
-1º quartil: Valor que separa as informações de modo que 75% dos salários informados são superiores a esse nível e 25% são inferiores.
-3º quartil: Valor que separa as informações de modo que 25% dos salários informados são superiores a esse nível e 75% são inferiores.
-Mediana: Valor que separa as informações de modo que 50% dos salários informados são superiores a esse nível e 50% são inferiores.

Curso para chargista e cartunista
A Universidade Estácio de Sá, no Rio de Janeiro, tem curso de graduação inédito no país para produção de charges, cartuns e de histórias em quadrinhos. Segundo coordenador do curso, Hélio Eduardo Lopes, a idéia do curso é ajudar pessoas que querem entrar nesse mercado em ascensão. “É uma carreira muito promissora e existem muitos talentos escondidos”, afirma Hélio.

Mercado de trabalho
Ele vem se expandindo por conta das áreas de animações digitais. Mas a principal dificuldade para quem quer atuar na área é ter seu material publicado, para se tornar conhecido das editoras e veículos de comunicação. Uma opção para esse problema é a internet.
Um exemplo desse tipo de divulgação é o de um dos chargistas mais conhecidos no Brasil, Maurício Ricardo Quirino. Ele é o criador do site charges.com.br, local onde divulga seus trabalhos. Até os mais antigos na profissão já se renderam à rede. Ziraldo e Maurício de Souza tem portais dedicados aos seus principais títulos.
Veja uma charge do Quirino disponibilizada na internet.


Já pensou na chance de ganhar dinheiro através de charges e cartuns? Dialogue conosco.
  Enviar a um amigo

Fonte:
http://www.dialogosuniversitarios.com.br/pagina.php?id=3049

No comments: