Saturday, April 23, 2011

Tribunal belga julgará suposto racismo em quadrinhos de Tintim

O início do julgamento da ação foi marcado para o dia 30 de setembro, em um tribunal da Bélgica




O livro, publicado entre 1930 e 1931 no país, mostra o famoso personagem Tintim em aventuras na atual República Democrática do Congo (Reprodução)
O cidadão congolês Bienvenu Mbutu Mondondo iniciou ação que pretende retirar das prateleiras de livros infantis a obra "Tintim no Congo" (intitulado "Tintim na África" no Brasil), do cartunista belga Hergé. O congolês alega que o conteúdo do livro mostra uma visão preconceituosa e colonialista dos negros e dos povos africanos. As informações são do iG.

O início do julgamento da ação foi marcado para o dia 30 de setembro, em um tribunal da Bélgica. O livro, publicado entre 1930 e 1931 no país, mostra o famoso personagem Tintim em aventuras com nativos, animais selvagens e gangues de criminosos na atual República Democrática do Congo.

Além de colocar o livro nas seções de obras adultas nas livrarias, os autores da ação pretendem que a capa da obra tenha um aviso de que seu conteúdo é racista e que um prefácio contextualize historicamente a trama.

O autor da obra, o quadrinista Hergé, afirmou, anos após a publicação do livro, que se deixou levar pelos "preconceitos da sociedade burguesa" e que o espírito da trama era condizente com a visão "paternalista" que o Ocidente tinha em relação aos países africanos à época.

Uma adaptação 3D inspirada no livro "Tintim e o Segredo do Unicórnio", dirigido por Steven Spielberg, deve estrear ainda este ano.

No comments: