Monday, July 26, 2010

Quanto custa um quadrinista?

Central dos Apagatti :: Jogando Conversa Fora :: Jogando Conversa Fora
Página 1 de 1 • Compartilhe • Mais!

Quanto custa um quadrinista?
por wilton pacheco em Qua Jan 21, 2009 9:56 am

Sabe aquele problema de tabelas e preços oficiais de designers gráficos? Só serve para a classe dominante. E para manter os competidores da classe baixa (as vezes com muito mais talento) no seu cantinho.
Li num fórum se 14,30 reais a pagina é um preço normal para pagina de quadrinhos.
O preço varia de 10 reais a pagina até 150 reais no Brasil. Depende do direcionamento, do cliente, da fama de quem faz. Se colocar isso numa tabela, infelizmente veremos a maioria dos "profissionais", no Brasil, fazendo por 30 reais a página. Eu sempre pergunto e vou registrando o que descubro. Então podemos dizer. o preço de tabela não oficial é próximo de 30 reais a página.
Uma página tem uma média de um dia para ser bem feito, exige, em média 5 quadros com um a dois personagens cada.
Um retratista cobra para desenhar um retrato, na rua, num desenho de 10 a 30 minutos a grafite, de 5 a 15 reais. Varia de cidade a cidade. Ele não desenha cenário, não arte finaliza, não faz numa posição diferente, não aplica dinâmica. Simplesmente o rosto de frente. Alguns com mais habilidades de reprodução realista cobram acima deste valor, indo de 20 a 100 reais um A4 a grafite, sem papel amassado, sem mesa de luz, sem arte final.
Um storyboard, feito rápido, pensado com o diretor, está na margem de 50 para cima a página (preço não oficial). Claro, sempre tem quem faça por menos, mas storyboard é algo para vender para o cliente a propaganda que vai para o ar. Propaganda em tv sempre está bem acima dos 10 000 reais o minuto. O TRT leiloa 30 seg. do intervalo do Jornal Nacional. Lance Mínimo? R$265800,00. Quem faz para story board para e$$es cara$, cobram preço$ oficiai$ para cima.
Pensando assim, é bem mais fácil fazer story board, e ganha bem mais.
Vários quadrinistas veteranos desistiram de tentar quadrinhos no Brasil, e com a facilidade da internet, invadiram o mercado americano, aumentando a competição, reduzindo o valor do trabalho brasileiro e aumentando a qualidade. O número de agencias tem multiplicado desde então, e roteiristas americanos que tantam lançar sua nova obra em editoras lá pocuram estes desenhistas brasileiros pelas agencias.
Então o valor dos quadrinhos, trabalhando para fora é de 10 dólares a 200 dólares.
Mesmo com este valor baixo ainda é vantagem, por que eles dividem bem os profissionais, quem faz o grafite, a arte final, a cor. Dificilmente um profissional tira abaixo disso. Sendo o valor final da pagina minima de 30 dólares. Isso é pouco, mas lembre-se, quem está pagando é o funcionário público que tem o dom de criar histórias, e ele separa um pouco do dinheiro dele para pagar, e fica feliz, pois paga pouco para nós.
Um caso que naõ caiu a ficha para nenhum quadrinista é, que apesar do desenhista de quadrinhos trabalhar mais, exigir uma técnica que leva anos para obter e ser o corpo de toda a obra... e no final, os únicos que lembram o nome do desenhista são os outros desenhistas e estudiosos sobre o assunto. O desenhista roteirista tem mais chances de ser lembrado. O leitor, quando acha o a história boa, decora o nome do autor. O revisor, diagramador, colorista, balonista as vezes nem são citados.
È claro que o roteirista americano, mesmo antes de encontrar uma editora que publique, desembolsa os 30 a 50 dólares, numa edição de 22 paginas e mais um pouco pela capa, chegando ao valor de 700 dólares. Mesmo sabendo que talvez não receba todo este valor de volta. Mas um roteirista sem quadrinista e sem saber desenhar, é um roteirista sem obra nenhuma. Por isto o roteirista americano paga, e paga certo, e não atrasa, e não dá o bolo.
Falamos em editoras. Uma editora é uma empresa que pode falir a qualquer momento, tem que administrar todas as entradas e saidas. E possui pessoas normais que ficam tentando fazer a balança pender para o lucro para não perder o emprego.
Então tem que tentar o que de lucro. Quanto menos pagar mais chance de perder pouco. Mas as gráficas são tiranas, não vão baixar o custo pois nem podem, não estão só vendendo o trabalho, mas o material gasto, como tinta, fotolito, papel. Então quanto menos pagar para o artista melhor. Por isso dar porcentagem de venda é uma maneira. Eles pagam de 5 a 12% do preço de capa para o autor. De 3 em 3 meses durante a venda.
Aqui no Brasil tem muitos como nós que queremos a magia da fama e da riqueza por nosso talento indiscutivelmente lindo. Depois entramos em parafuso quando percebemos que ninguem nota, que não atrai a atenção das vendas e corremos para o apelativo... erótico, violencia, qualquer coisa para chamar a atenção e vender. Os eróticos, apesar de mercado constante, por vezes tem o valor de mínimo de 5 reais a página. Mastigue este valor e saiba que estamos no Brasil que o bolo, ou seja o sujeito que diz que vai pagar assim que for entregue, depois "esquece de pagar" representa de 5% a 30% dos clientes daqui.

O que é bem mais importante é sabermos qual é o preço da nossa hora. Quanto você precisa para sobreviver. Quadrinhos é um trabalho escravo... roteirista te convidar para desenhar roteiro sem ter um editora certo participando do lucro posterior é ofensivo, por que como o quadrinista tem que trabalhar mais, ele tem que ganhar mais, e como não vai ganhar mais, ele vai perder mais. O roteirista pagar ao menos 10 reais a pagina, que representa metade de um funcionario americano paga para nós, pobres coitados brasileiros, e prometer participação na venda se for aprovado, é algo que ameniza isso.

O ganho direto de uma publicação não é a venda da publicação, mas a fama durante a existencia desta edição. Ter coisas publicadas ajuda a conseguir espaços, palestras, aulas, é portfolium etc. E tem muitas edições impressas em garagens procurando um espaço para distribuir e vender. Em enventos de quadrinhos se vende mais. Em lançamentos se vende mais. O QUarto mundo parece-me que foi um bom movimento de quadrinistas que ajuda nisto. Ajuda a se organizar.

Foi falado na Bossa Nova. Eu soube de alguns projetos escolhidos e contratos assinados, mas não soube de mais nada. Alguém está sabendo se está dando certo?

Fonte:
http://apgatti.forumeiros.com/jogando-conversa-fora-f9/quanto-custa-um-quadrinista-t56.htm

No comments: